top of page

Parashat Ki Tetsê

Às portas da Terra Prometida, Moisés prossegue instruindo ao povo a respeito de diversos preceitos éticos e morais a serem observados nas relações entre as pessoas, assim como punições previstas por possíveis violações. Alguns, coerentes com os costumes daqueles dias; outros, de tamanha beleza em sua essência, que se tornaram eternos.


Imagem de YanceTAY por Pixabay.


A Parashá começa dizendo: “Quando saíres à guerra contra os teus inimigos, e os entregar o Eterno, teu Deus, em tuas mãos...”, lembrando que, não obstante todos os nossos melhores esforços, a vitória vem sempre de Deus. Sejamos humildes.


E segue: “... e deles levares cativos, e vires entre os cativos uma mulher formosa, a desejares e a tomares para ti por mulher, então a trarás para dentro de tua casa, ele raspará a cabeça e deixará crescer as unhas e chorará por seu pai e sua mãe por um mês e só então a desposarás. E se não mais a quiseres, a deixará ir em liberdade... porque a afligiste”. Ao longo desse mês, a mulher estará despida de sua beleza e o homem terá a oportunidade de confirmar seus sentimentos. Se mudar de ideia, a deixará ir em paz. Porque é o certo.


Quando um homem tiver duas mulheres (naqueles dias era o costume), amar a uma e aborrecer-se da outra e a que lhe aborrecer lhe der o primeiro filho, a ele será dado o direito de primogenitura, não ao primeiro filho da mulher amada, nascido depois. Porque é o certo.


“Vendo o boi de seu irmão extraviado, não farás como se não o tivesse visto”, mas o guardarás e o restituirás. Se não conhecer o dono, o guardarás na tua casa até que seja reclamado e então o restituirás”. Porque é o certo.


“Quando edificares uma casa nova, farás um parapeito para evitar um acidente”. Porque é uma precaução. Porque é o certo.


“Quando fizeres alguma promessa ao Eterno, teu Deus, não demorarás em pagá-la, para que não haja em ti pecado. Mas, se te abstiveres de fazer promessa, não haverá em ti pecado”. Porque a palavra é sagrada. Porque é o certo.


Em quaisquer circunstâncias, em nosso íntimo sabemos o que é o certo e o que não é o certo. E o certo é o certo, sempre. É o que devemos perseguir, para vivermos uma vida honrada e feliz.


Shabat Shalom!


12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page