top of page

Tendências atuais – veículos de locomoção e transporte elétricos


Constantemente lemos notícias sobre lançamentos e novos projetos de veículos movidos a energia elétrica, leves e pesados, terrestres, aéreos ou marítimos. O mercado atual conta com inúmeras variedades de veículos, (alguns até muito sofisticados e caros) para quase todos os tipos de aplicação. O transporte aéreo de grande porte, por sua vez, ainda está na “prancheta”, mas não tardará a chegar.


Mas, uma das questões principais que fomentam o uso desses veículos é, sem dúvidas, a ambiental. Governos de muitos países e fabricantes se comprometeram a abandonar a fabricação de carros com motores a combustíveis fósseis em alguns anos e a indústria aeronáutica se empenha em projetos de aviões com capacidades cada vez maiores.


Com exceção do transporte aeronáutico, onde o impacto da emissão de gases é maior, pela altitude, existem alguns fatores intrigantes a respeito do volume de emissão de CO2 emitido por outros veículos, se considerarmos aspectos de fabricação das baterias, matriz de produção de energia elétrica e quantidade de baterias utilizadas por vida útil de cada veículo.


Dados de vários e renomados estudos preocupam os fabricantes e autoridades, pois mostram que um carro elétrico sai de fábrica já tendo emitido uma quantidade de CO2 equivalente a 8 anos de uso de um similar a diesel. Evidentemente, a indesejável emissão de gases dos veículos a combustão se concentra nos grandes centros, tornando o ar das cidades carregados de poluentes.


Mas esses dados não desestimulam as pesquisas e as melhorias na obtenção de novos materiais e processos de fabricação de baterias. Prevê-se que até 2030 a fabricação de baterias diminua drasticamente os níveis de emissão de gases na atmosfera, tornando a energia elétrica a principal matriz energética para todos os modais de transportes.


Além do mais, essa matriz nos traz ainda um benefício maravilhoso: a redução da poluição sonora. Numa cidade somente com carros elétricos, outros sons certamente voltariam a ser ouvidos, como o dos pássaros. A redução de níveis de ruído e o baixo nível de emissão de CO2 nas cidades diminuiriam o stress e melhorariam nossa qualidade de vida em geral.


Mal posso esperar por isso.




13 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page