top of page

Uma Jornada Através do Tempo e do Significado - As Origens da Estrela de Davi

Era um símbolo que atravessava as eras, uma estrela de seis pontas, feita de dois triângulos entrelaçados. Hoje, a Magen David (lê-se Maguén David) – ou Estrela de Davi em português - é um ícone inconfundível do judaísmo, adornando objetos religiosos como Mezuzot, Menorot e Kipot. Ela enfeita ambulâncias em Israel e é o emblema da bandeira do país. Mas de onde veio esse símbolo e o que ele realmente significa?

Imagem de Mauistik por Pixabay


As raízes da Estrela de Davi se estendem muito além do judaísmo. Ela surgiu em culturas orientais milênios atrás e encontrou seu lugar como um símbolo proeminente em tradições pagãs. No entanto, sua história não se limita às fronteiras religiosas; a estrela também deixou sua marca em igrejas do primeiro século e na cultura muçulmana. Então, qual é o verdadeiro significado por trás desse intrigante símbolo?


Uma das interpretações mais comuns é que as seis pontas da Estrela de Davi representam o domínio de Deus sobre o universo em todas as seis direções: norte, sul, leste, oeste, para cima e para baixo. O nome hebraico "Magen David", é uma expressão poética que se refere a Deus, reconhecendo que o Rei David, um herói militar, não venceu apenas por seu próprio poder, mas com o apoio divino.


Outra interpretação sugere que a estrela possui um centro sólido, representando a dimensão espiritual, cercada pelas seis direções universais. Isso se assemelha à ideia do Shabat, o sétimo dia que equilibra e dá perspectiva aos seis dias da semana.


Na mística judaica, a Cabala, os dois triângulos que formam a Estrela de Davi representam as dicotomias inerentes ao ser humano, como bem contra o mal, o espiritual versus o físico, entre outras. Eles também podem simbolizar a relação recíproca entre o povo judeu e Deus, onde o triângulo apontando para cima representa as boas ações que sobem ao céu, desencadeando um fluxo de bondade de volta ao mundo, representado pelo triângulo apontando para baixo.


A Estrela de Davi, apesar de parecer ter seis lados (hexagrama), na verdade, possui 12 (dodecagrama), se considerarmos as seis pequenas estrelas emergindo do hexagrama central. Essa interpretação pode estar relacionada às 12 tribos de Israel, simbolizando a unidade do povo judeu.


Em um contexto mais prático, durante a revolta liderada por Simon bar Kochba no primeiro século, os judeus desenvolveram uma tecnologia para escudos baseada na estabilidade do triângulo. Essa tecnologia resultou em dois triângulos entrelaçados, formando um padrão hexagonal de pontos de apoio.


Mas nem todas as interpretações são puramente simbólicas. Alguns sugerem que a Estrela de Davi é um reflexo dos conflitos internos que por vezes afligem a nação judaica, com seus dois triângulos apontando em direções opostas.


Por fim, a Estrela de Davi também carrega o peso de momentos sombrios da história, como o Holocausto, quando os nazistas forçaram os judeus a usarem uma estrela amarela de identificação. Mesmo na Idade Média, tanto as autoridades muçulmanas quanto as cristãs impuseram o uso de distintivos especiais aos judeus.

Imagem de Ri Butov por Pixabay


Assim, seja como uma estrela azul tremulando orgulhosamente em uma bandeira ou como um símbolo dourado adornando a entrada de uma sinagoga, a Estrela de Davi permanece como um lembrete da conexão espiritual, cultural e histórica do povo judeu, uma lembrança constante para o povo judeu. Enquanto também permanece aberta a interpretações e significados evocativos para todas as culturas que se maravilham com sua complexidade, em última análise, a Estrela de Davi é um lembrete perene da rica história e das profundas tradições do povo judeu. Seja vista como um símbolo de espiritualidade, unidade ou resistência, essa estrela de seis pontas continua a brilhar como um farol de identidade e perseverança para o povo judeu.


20 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page