top of page

Technion apresenta seu primeiro carro elétrico autônomo de Fórmula

A competição Formula Student na Europa é uma plataforma para novos desenvolvimentos tecnológicos.




A equipe de carros de corrida do Instituto de Tecnologia de Israel, mais conhecido como, Technion começou a projetar carros de Fórmula autônomos elétricos ainda em 2012 e não pararam mais.


Tanto que projetaram e construíram para um novo carro para o Formula Student International Design Competition ( que pode ser traduzido como Competição Internacional de Design de [Carros tipo] Fórmula Estudante) na Europa no próximo mês.

A equipe Technion ficou em primeiro lugar na competição Formula Estudante na República Tcheca em 2019 e em primeiro lugar na primeira Corrida de Fórmula Estudante realizada em Israel no ano passado. A equipe também detém o título de carro mais leve da história da competição europeia (132 kg).


O líder da equipe Muans Omari, aluno de mestrado na Faculdade de Engenharia Mecânica, explicou que o mundo dos carros está mudando para veículos elétricos e autônomos, e as competições de Fórmula Estudante adotaram essa tendência.

No entanto, a transição de um motor de combustão interna para um sistema de propulsão elétrica “deu muito trabalho e aprendizado”, acrescentou Omari.


E não foi somente o motor que mudou. As suas cores também! O novo veículo elétrico autônomo da equipe Formula Technion (A-EV) não é mais vermelho e preto como nos anos anteriores, mas azul, branco e cinza para simbolizar a propulsão elétrica.


A competição Fórmula Estudante é uma plataforma para novos desenvolvimentos tecnológicos. O desempenho de cada equipe é avaliado em uma combinação de desafios de engenharia e habilidades de direção demonstradas na pista.


O objetivo do projeto é permitir que os alunos adquiram conhecimentos práticos em planejamento e fabricação de veículos.


“Somos considerados uma boa equipe”, disse Omari. “Não somos tão bons quanto as equipes alemãs que estão sendo apoiadas pelos maiores fabricantes de automóveis e seus engenheiros, mas já mostramos que não viemos só para brincar.”


Comments


bottom of page