top of page

Parashat Korach



(38ª porção do Livro Bamidbar – Nm 16:1-18:32 ; Haftará – 1 Samuel 11:14 – 12:22)

 

A Parashat Korach, encontrada no Livro de Números, narra a rebelião de Korach, Datã, Aviram e 250 líderes contra a autoridade de Moisés e Aarão. Os comentaristas Rashi, Ramban (Nachmanides) e Sforno, oferecem perspectivas valiosas sobre essa narrativa, revelando diferentes dimensões e lições desse episódio.

 

Rashi, um dos mais renomados comentaristas bíblicos, destaca a motivação de Korach. Segundo Rashi, Korach foi movido pela inveja e pelo desejo de poder. Ele questiona a autoridade de Moisés, alegando que toda a congregação é santa e que Moisés não tem o direito de se colocar acima dos demais. Rashi enfatiza que a rebelião de Korach não era uma busca por justiça, mas uma tentativa de subverter a ordem divina estabelecida.

 

O Ramban, por outro lado, oferece uma análise mais detalhada da dinâmica política e social em jogo. Ele argumenta que Korach explorou o descontentamento existente entre os israelitas, especialmente após o decreto que impediu a geração do deserto de entrar na Terra Prometida. Korach, sendo da tribo de Levi, também aproveitou a tensão entre os levitas e os sacerdotes (cohanim) para ganhar apoio. Ramban ressalta que a falha de Korach foi não reconhecer que a liderança de Moisés e Aarão era diretamente ordenada por D-us.

 

Sforno, por sua vez, foca nas consequências espirituais da rebelião. Ele explica que a tentativa de Korach de abolir a hierarquia sacerdotal representa uma ameaça à coesão e à santidade da nação. Sforno observa que a estrutura estabelecida por D-us não é apenas uma questão de organização, mas um meio de canalizar a presença divina entre o povo. Ao desafiar essa estrutura, Korach estava, na verdade, minando a fundação espiritual do povo de Israel.

 

Assim, a análise combinada desses comentaristas nos permite ver a rebelião de Korach como um episódio multifacetado. É uma história sobre ambição e inveja (Rashi), manipulação política (Ramban) e a importância de uma estrutura espiritual ordenada (Sforno). Cada perspectiva adiciona uma camada de compreensão sobre os perigos de desafiar a ordem divina e as implicações de tal ato para a comunidade como um todo.

 

 

Shabat Shalom Umevorach

 

Marcos Wanderley

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page