top of page

Parashat Shelach



(Bamidbar 13:1-15:41)


"Envia para ti (shelach lechá) homens e espiem a terra de Canaã". Nessa Parashá ocorre o famoso episódio dos "espiões", os precursores do Mossad.


Mas se O Eterno havia Prometido uma “Terra que emana Leite e Mel", qual seria a necessidade de que fosse verificadas as condições da terra? E se D'us prometera a Terra, qual a dúvida da vitória?


Comentaristas clássicos explicam que o "Envia para Ti” por si já denota o sentido de que era uma escolha do Povo. Se Moshe tinha dúvidas ao ouvir as dúvidas do povo, que enviasse espias. E assim são enviados 12 capitães, um de cada tribo, notem a importância, dos "espiões", pois foram escolhidos dentro das lideranças.


Após 40 dias observando a terra, seus campos e cidades, os homens retornam e fazem seu relatório: de fato a Terra emana Leite e Mel, porém é habitada por gigantes e com cidades fortificadas. Dez dos doze homens voltam cheios de pessimismo e com certeza da derrota e do fracasso em ocupar a Terra. A decepção do povo é mais profunda sobretudo porque se tratavam de capitães das tribos (exceto a tribo de Levi), assim revelam opiniões de grande valor social. A discordância veio apenas de Caleb e Josué, que voltaram com otimismo. Os demais relatam terem vistos "gigantes", filhos dos Nephilim (criaturas gigantescas, "filhos de D'us com mulheres”, citadas em Bereshit 6:1-4); e aos olhos desses gigantes sentem-se como “gafanhotos". Estavam desesperados e relataram: "assim éramos aos seus olhos".  


No midrash de Bamidbar Rabbah (16:1), HaShem questiona aos espiões: "Sinto-me ofendido quando vocês dizem “assim éramos aos seus olhos”. Como vocês sabem como apareciam para eles? Talvez vocês tenham aparecido como anjos." Este midrash expressa o otimismo de Caleb e Josué, mas o povo volta-se contra os dois. 


O Eterno mostra grande descontentamento com a dúvida e descrença dos israelitas, durante o qual Moshé Rabeinu invoca os 13 Atributos Divinos entre os quais Sua Misericórdia. O decreto final é de que toda aquela geração de adultos, exceto Caleb e Josué, não poderia entrar na Terra Prometida. 


Essa geração teve que vagar 40 anos pelo Deserto, devido à mentalidade de escravos. A mentalidade de escravos que nos faz sentirmos como gafanhotos aos olhos de gigantes. Com uma mentalidade de escravos, não seria possível conquistar e construir uma nação. Assim seria necessária uma geração nascida ou crescida em liberdade para construir uma terra livre. 


10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page