top of page

Parashat Vaietsê - E Saiu


Imagem de wirestock por Freepik


Sefer Bereshit - Genesis

Mês-Kislev 5782


"Tão curta a vida pr'a tão grande amor"


A Parashá Vaietsê relata uma parte da vida de Iakov quando teve que partir para

Haran, após o conflito com Essav, seu irmão gêmeo.

Vários episódios marcantes são narrados neste capítulo:


- O primeiro: Uma noite Iakov tem um sonho: em uma escada, apoiada na terra, cujo

topo chegava ao céu, com os anjos subindo e descendo por ela, ligação entre o terreno

e o divino. Então, HaShem promete que ele voltará a sua Terra e o Povo Judeu se

tornará numeroso. Iakov estava preocupado com seu futuro e com sua descendência.


- O segundo episódio é a chegada a Haran. No local onde os pastores se reuniam para

os rebanhos beberem água, Iakov identifica-se e pergunta por Lavan, seu tio, e no local

chega Raquel, filha do seu tio e pastora. Iakov e Raquel se encontram e daí nasce um

grande amor.

Raquel é descrita no texto como uma jovem formosa, tanto de porte quanto de

semblante.


E aqui faço um parêntese para justificar a epígrafe deste texto. O maior poeta português, Luis de Camões, escreveu o soneto "Raquel" inspirado no amor de Raquel e de Iakov. Também o grande escritor brasileiro, Machado de Assis escreveu o romance "Esaú e Jacó", que conta a história dos irmãos gêmeos Pedro e Paulo discorrendo sobre as desavenças entre eles. Uma outra obra artística baseada nos doze filhos do Patriarca, que deram origem às tribos, foi representada nos vitrais de Marc Chagall - artista judeu de origem russa, expostos no Hospital Hadassa, em Jerusalém.

A Torá inspira a arte em suas diversas linguagens.


Por vinte anos permaneceu Iakov em Haran, dedicado a atividade de pastor,

trabalhando para si e sua família e para Lavan, seu sogro, que o explorava, oprimia e

até o enganou - tendo prometido casá-lo com Raquel, trocou-a por Lea. Trabalhou

então mais sete anos para, enfim, desposar a sua amada.

Iakov sentiu que estava no tempo de retornar à sua Terra, com as esposas e filhos,

relembrando a promessa de Adonai.


Porém Lavan não concordou com a partida e, pela segunda vez, Iakov teria que fugir (a

primeira, quando saiu de Beer Sheva, a conselho de sua mãe Rivka, em consequência

do desentendimento com Essav) e, desta vez, para se concretizar a promessa divina: "Te guardarei e te farei voltar a esta Terra."

Finalmente, Lavan reconhece o direito de Iakov. Foi feita uma aliança entre eles, foram

abençoados e partiram.  

Raquel, uma das Mães do nosso povo, teve dois filhos: Iossef e Benjamin.


Shabat Shalom

17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page