top of page

Uma noite especial



Por iniciativa de nosso Presidente, Rogério Palmeira, aproveitando uma janela na programação da turnê do grupo no Brasil em parceria com o consagrado espaço Estação Café Rubi, pudemos ontem nos encantar com a maravilhosa apresentação “Silent Tears”.


O show é realizado pelo conjunto de câmera contemporânea canadense Payadora Tango Ensemble, composto por músicos virtuosos e produzido por Dan Rosemberg.


Com músicas compostas a partir de poemas escritos por mulheres vítimas de todos os tipos de violências durante o holocausto, a apresentação deixou a plateia numa atmosfera mista de emoção e deleite musical, na medida em que evoluía na mais improvável história de Molly Applebaum, escritora, sobrevivente do holocausto e autora do livro “Palavras Enterradas”.


Molly e sua prima Helen adolescentes de 12 anos de idade passaram a guerra na Polônia escondidas por um fazendeiro. Ele as enterrou numa minúscula caixa num celeiro onde permaneceram por 2 anos, no frio extremo e na sujeira. As meninas além de passarem fome também sofreram constantes abusos sexuais pelo fazendeiro.

Molly chegou ao Canadá como refugiada em 1945 e hoje com 93 anos é mãe de 3 filhos, com muitos netos e bisnetos (https://en.wikipedia.org/wiki/Molly_Applebaum).


Muitos de nossa comunidade puderam novamente ouvir canções em Yidish e relembrar suas infâncias. Mas todos, mesmo não familiarizados com o idioma acompanharam as letras com traduções projetadas num telão.


O tango Yidish teve seu apogeu na Polônia dos anos 1930, quando mais de 3.000 músicas do gênero foram compostas por músicos judeus, cuja maioria foi assassinada nos campos de concentração. A música forte, compassada, com muito sentimento e arranjada para cantar as tristes poesias das que sofreram durante o holocausto deixou todos muito emocionados.


Certamente uma noite muito especial que ficará gravada nas memórias dos que tiveram o privilégio de assistir a apresentação.


10 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page